Segunda, 08 de Março de 2021
81991863488
GERAL Educação

UPE decide fazer provas para estudantes com covid-19 e gera insegurança sanitária

Candidatos que farão a prova terão que lidar com tensão da prova e temem possibilidade de contágio

17/01/2021 19h10
Por: Ricardo Almeida Fonte: Brasil de Fato
Hugo Amaral prestará primeIra fase do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da UPE e teme o risco e contágio entre candidatos e aplicadores da prova - Arquivo Pessoal
Hugo Amaral prestará primeIra fase do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da UPE e teme o risco e contágio entre candidatos e aplicadores da prova - Arquivo Pessoal

Fazer prova de vestibular já é um momento de bastante tensão e de muita expectativa para milhares de estudantes de todo Brasil. No meio a uma pandemia, parece que essa etapa na vida deles está ainda mais confusa. Além de todo nervosismo sobre os conteúdos, agora eles são obrigados a também estarem muito atentos e atentas para os cuidados contra os riscos de contaminação do coronavírus. 


A Universidade de Pernambuco (UPE), que está com as aulas suspensas desde Março do ano passado por causa da covid-19, divulgou esta semana as regras do certame do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) e nelas inclui que os candidatos e candidatas que estiverem contaminados pelo vírus farão as provas no mesmo dia que todas as outras pessoas, só que em local isolado. Medida que contraria até o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, que mesmo diante das críticas manteve o primeiro dia de prova para próximo domingo (17), mas terá datas de reaplicação das provas para os que tiverem infectados.


Ao todo são 63.465 candidatos inscritos para concorrer às vagas da universidade estadual pernambucana. Os primeiros a fazerem as provas, nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, serão os alunos dos 1º e 2º anos do ensino médio. Já os concluintes do 3º ano, ou seja, do SSA 3, terão avaliação em 4 e 5 de fevereiro. Para o estudante do primeiro ano do ensino médio Hugo Amaral, esta decisão é bastante preocupante. “Eu achei que essa medida da UPE foi inconveniente, porque mesmo que façam em salas diferentes, tem o trajeto dessas pessoas que de algum jeito podem contaminar outras, além de que a cidade vai estar diferente porque muita gente vai fazer a prova. E tem também os fiscais de provas que necessariamente vão ter que entrar em contato com essas pessoas contaminadas e que vão estar expostas a grandes riscos de contaminação”, conta o adolescente, que vai fazer a primeira fase do SSA e que está tendo aulas online especificamente para as provas durante este mês de Janeiro. 


A aluna do terceiro ano do ensino médio Dafne Sofia Damasceno, sinalizou que também não se sente segura com a decisão da UPE em não ter outra data para os adoecidos pela covid-19 realizarem as provas. “Fazer essa prova no meio de uma pandemia já é bem decepcionante. Quando eu entrei no ensino médio eu achava que o SSA seria tudo pra mim, mas não está sendo assim. Nesta última etapa eu não estou me sentindo segura, mas, não tem o que fazer. Pelo menos eles tiverem a decisão de fazer em salas separadas”, conta a aluna do Ginásio Pernambucano. 


Questionada pela nossa reportagem sobre a alternativa de todos e todas realizarem as provas no mesmo momento, a Universidade de Pernambuco respondeu através da assessoria de imprensa que “As medidas tomadas seguem parâmetros adotados por outras instituições de ensino nacionais, como a Unicamp e a Fuvest (esta última realizou provas no domingo para 131 mil candidatos)”.  Sobre como serão os protocolos e o que os candidatos que tiverem doentes devem fazer, a UPE orienta “Candidatos que tiverem diagnóstico de covid-19 confirmado em exames até 14 dias antes da seleção devem entrar em contato com a comissão organizadora para requerer atendimento especial, fazendo as provas em local isolado. Este prazo supera o período de quarentena para pacientes assintomáticos estabelecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de dez dias. Já no caso do candidato apresentar sintomas no dia da prova, ele será conduzido a uma sala específica para realização de testes”.


Dafne mora na cidade de Paulista e vai ter que se deslocar para o local de prova no dia 4 de Fevereiro no município de Olinda. Felizmente a aluna concluinte vai contar com o apoio dos pais que sempre a acompanham para os locais de prova, de carro. Mas, esta não é a realidade de todas as pessoas. Muitos candidatos e candidatas se deslocam em transportes públicos, que não tem conseguido respeitar as medidas de distanciamento, pois circulam bastante cheios. Referente a isso, a UPE a ser questionada se a mobilidade dos participantes foi levado em consideração, afirmou “Em relação ao deslocamento de pessoas, Pernambuco não adotou regime de lockdown. A universidade seguirá todas as determinações legais estabelecidas durante a pandemia”. 
Para acessar todas as informações do edital do SSA, como também o manual do candidato, basta acessar o site da universidade

Edição: Vanessa Gonzaga

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.