Terça, 01 de Dezembro de 2020
81991863488
POLÍTICA Política

Defesa reforça ausência de política partidária nas Forças Armadas

Mensagem é assinada pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo

15/11/2020 06h53
Por: Ricardo Almeida Fonte: Agência Brasil
Defesa reforça ausência de política partidária nas Forças Armadas

O Ministério da Defesa divulgou hoje (14) nota onde assinala que “a característica fundamental das Forças Armadas como instituições de Estado, permanentes e necessariamente apartadas da política partidária.”

O texto também enfatiza que “o único representante político das Forças Armadas, como integrante do Governo, é o Ministro da Defesa”, e ainda salienta que “os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, quando se manifestam, sempre falam em termos institucionais, sobre as atividades e as necessidades de preparo e emprego das suas Forças, que estão voltadas exclusivamente para as missões definidas pela Constituição Federal e Leis Complementares.”

A mensagem é assinada pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e subscrita pelos comandantes das três forças: Edson Leal Pujol (Exército), Antonio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica) e Ilques Barbosa Junior (Marinha).

Apreço pelas Forças Armadas

Conforme os quatro signatários, “o presidente da República, como comandante supremo, tem demonstrado, por meio de decisões, declarações e presença junto às tropas, apreço pelas Forças Armadas, ao que tem sido correspondido.”

Na quinta-feira (12), conforme reportado pela Agência Brasil, o Comandante do Exército, Edson Pujol, ao participar de uma teleconferência do Instituto para Reforma das Relações Estado e Empresa, com a participação dos ex-ministros Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) e Raul Jungmann (Defesa), ambos do governo de Michel Temer, afirmou que as Forças Armadas não querem “fazer parte da política governamental ou do Congresso Nacional. Muito menos queremos que a política entre em nossos quartéis”

Segundo Pujol disse na ocasião, ainda a respeito da política e dos militares, “nestes dois anos, o Ministério da Defesa e as três Forças se preocuparam, exclusivamente e exaustivamente, com assuntos militares.”

Ontem à noite (13), o presidente Jair Bolsonaro publicou em uma rede social que “a afirmação do General Edson Leal Pujol (escolhido por mim para Comandante do Exército), que ‘militares não querem fazer parte da política’, vem exatamente ao encontro do que penso sobre o papel das Forças Armadas no cenário nacional.”

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.