Segunda, 10 de Agosto de 2020
81991863488
ARTIGOS DOMINGO DE RAMOS

Artigo: DOMINGO DE RAMOS

O início da Semana Santa

05/04/2020 13h26 Atualizada há 4 meses
Por: Marcos Lima Mochila
Artigo: DOMINGO DE RAMOS

 Hoje começa a Semana Santa. 

Começa com o Domingo de Ramos, que celebra a entrada de Jesus em Jerusalém, montado em um jumentinho, que é o símbolo da humildade. 

Porque a humildade foi sempre uma das características de Jesus, segundo as Escrituras, segundo a Bíblia. A humildade que falta hoje, na maioria das pessoas. A humildade que eleva a alma aos olhos de Deus. 

Não estivéssemos vivendo esse confinamento, esse isolamento forçado pelas circunstâncias atuais, os religiosos, os cristão em geral, estariam vivendo a Quaresma, período de quarenta dias que antecedem a principal celebração do cristianismo: a Páscoa, a ressurreição de Jesus Cristo, que é comemorada no domingo seguinte, no caso, o próximo domingo (12/04), o que é uma prática presente na vida dos cristãos desde o século IV. 

Segundo a Carta Apostólica do Papa Paulo VI, a Quaresma tem seu início na Quarta-feira de Cinzas e termina antes da Missa Lava-pés, na Quinta-feira Santa. Durante os quarenta dias que precedem a Semana Santa e a Páscoa, os cristãos dedicam-se à reflexão e à conversão espiritual.

Será que, s não estivéssemos vivendo esse confinamento forçado, essa quarentena obrigada pelas circunstâncias, estaríamos dedicados à reflexão e à conversão espiritual? 

E será que esse estado de reflexão e conversão espiritual só deve ser vivido nessa época? 

Pelo contrário. A reflexão é necessária em todos os dias da nossa vida, desde o momento em que passam a entender as coisas, a entender vida. Refletir sobre a nossa preparação para os compromissos escolares, sobre o vestibular, sobre nosso 1º emprego, sobre nosso trabalho, sobre o que é mais importante depois de Deus: a nossa família. 

 

Refletir sobre nós mesmos, sobre nossas palavras, nossas ações, nossos sentimentos. Refletir sobre os dez Mandamentos da Lei de Deus, sobretudo sobre os principais: “Amar a Deus sobre toda as coisas e ao próximo como a si mesmo”.

Porque quem ama a Deus ama a todos os outros, a todas as outras pessoas, que são pecadoras como você e Deus ama a todos indistintamente. Quando você entende isso e decide agir com amor, isso muda tudo que você faz. A paz, a paciência, o perdão, o respeito, a compaixão tudo isso vem de amar os outros como a si mesmo. 

E em momentos como esses mais se deve exacerbar este sentimento. Porque estamos sofrendo um sofrimento que todos estão sentindo, igualmente, no entanto há pessoas que estão sofrendo muito mais porque já sofriam antes desse momento. São esses para os quais devemos voltar mais firmemente o nosso olhar, o nosso coração, as nossas orações. 

Hoje é Domingo de Ramos, que nos ensina que seguir Cristo é renunciarmos a nós mesmos e, ao mesmo tempo, refletir sobre essa peregrinação sobre a terra que cada cristão realiza a caminho da vida eterna com Deus. Refletir que somos apenas peregrinos neste mundo tão passageiro, tão transitório, que se gasta tão rapidamente e nos mostra que a nossa pátria não é neste mundo, mas sim, na eternidade; aqui nós vivemos apenas em um rápido exílio. 

Hoje é o dia de relembrar a entrada de Jesus em Jerusalém, não para derrubar César e Pilatos, mas para derrubar um inimigo muito pior e invisível: o pecado. 

Abramos, então, nossos corações, para que Jesus entre também hoje em nossa casa, em nossos corações, para derrubar um inimigo também muito mal e invisível: o coronavírus. 

Para, assim como quando Ele morreu na cruz, hoje também Ele nos salve, salve a humanidade!

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.