Segunda, 10 de Agosto de 2020
81991863488
CARNAVAL 2020 CARNAVAL DO RECIFE

Carnaval do Recife foi maior da história com recorde de público e animação

O carnaval multicultural do Recife já deixa saudade para Pernambucanos e turistas

25/02/2020 20h26 Atualizada há 5 meses
Por: Ricardo Almeida Fonte: Ricardo Almeida e PCR
Foto: Leo Motta/PCR - Uma multidão de 2 milhões de brincantes curtiu nos polos oficiais da Prefeitura do Recife
Foto: Leo Motta/PCR - Uma multidão de 2 milhões de brincantes curtiu nos polos oficiais da Prefeitura do Recife

O Carnaval do Recife 2020 foi um dos mais animados dos últimos anos, a cidade recebeu um aumento significativo de turistas e a quantidade de polos descentralizados também aumentou consideravelmente. O Recife fez jus a slogan de Carnaval Multicultural, com 46 polos de animação espalhados pela cidade e muita alegria nas ruas. Entre os diversos polos de animação, a grande apoteose do Carnaval do Recife, é o Marco Zero que recebe a maior concentração de foliões da cidade.  O Pernambucano Lenine apresentou um show impecável, e levou uma multidão foliões ao delírio. 

A noite de terça-feira no Marco Zero do Recife reservou atrações de peso para animar os foliões. Logo depois de Lenine,  o cantor e compositor Alceu Valença, ícone do carnaval de Pernambuco subiu ao palco incendiando a multidão de foliões, onde um coro de milhares de pessoas, cantaram, pularam e dançaram ao som das melhores canções de Alceu Valença, que com muita energia e entusiasmo manteve a atenção do público durante toda apresentação. 

 

Foto: Ricardo Almeida

Os foliões não paravam de cantar e dançar, parecendo que o carnaval estava apenas começando, só que não!  O último dia do carnaval do Recife ainda prometia muitas surpresas.  Quando Elba Ramalho entrou no palco, a multidão no Marco Zero estava ainda maior, as pessoas se aglomeravam para ver a Paraibana, que completou 15 anos consecutivos de encerramento do carnaval, sendo umas das atrações mais esperadas da noite, e provavelmente o maior público já registrado no carnaval do Recife. Elba Ramalho fez o Marco Zero, mesmo em baixo de chuva,  ferver de alegria, cantando muito frevo, e fazendo os foliões aproveitarem cada segundo do carnaval que já estava pertinho de acabar.

O dia amanhece e um grupo de pessoas parece não aceitar o fim da folia. O maestro Spok, depois de sua apresentação no palco do Marco Zero, organizou o “orquestrão” para dar início ao show que também homenageia os grandes nomes do frevo de Pernambuco. E, por volta das 5h da quarta-feira, desceu ao chão e arrastou os últimos foliões pelas ruas do Bairro do Recife.

Dentre os homenageados por Spok e os demais músicos, estavam os maestros Duda, Clóvis Pereira, Edson Rodrigues, Ademir Araújo, dentre outros.  E a regra durante a apresentação foi apenas uma: tocar muito frevo. O “orquestrão” encerrou a apresentação com todos os convidados da noite cantando juntos no palco “É de fazer chorar”, lamentando a chegada da “quarta-feira ingrata”.

Foto: Peu Ricardo/PCR

Mas para os guerreiros da folia, ainda não havia terminado: o arrastão encerrou o Carnaval de 2020, com Spok, acompanhado dos músicos, liderando os foliões incansáveis pelas ruas históricas no entorno do Marco Zero. “Quem não aguenta vai dormir!”, bradou o maestro antes de seguir.

Recife conseguiu fazer um carnaval realmente diferenciado, que mesmo diante da concorrência de outras cidades, manteve um carnaval autêntico, autoral, multicultural, democrático, sendo sem dúvidas, junto com Olinda, o melhor carnaval de rua do Brasil.

Ricardo Almeida, com informações da Prefeitura da Cidade do Recife. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.